UNIDOS PELA PRESERVAÇÃO

O futuro da natureza depende do que você faz agora. Ajude a cuidar de nossas árvores, dos nossos animais, das nossas flores, principalmente dos nossos rios, mares e lagos, eles são a preservação da vida na terra. Faça sua parte! Autor: Júlia Kranz Kniest

SEJAM BEM VINDOS!!!

terça-feira, 28 de agosto de 2012

JOSA - O VAQUEIRO DO SERTÃO



JOSA - O VAQUEIRO DO SERTÃO
Foto: Divulgação


Como diz o ditado, "quem descobre a vocação, não precisa de carreira". Assim é a história de Josa, o Vaqueiro do Sertão, com a música. Tudo começou na Cavalaria do Rio de Janeiro onde Josa aprendeu a tocar. Diante da insistência de seu superior para que ele se dedicasse aos instrumentos de palheta, saxofone e clarinete, Josa resolveu pedir dispensa e seguir por outro caminho.

----------------------------------------------------------
SANFONEIRO – Depois de comprar a primeira sanfona, ainda no Rio de Janeiro, Josa, resolveu "voltar para o norte" e passou a gerenciar uma fazenda na cidade de Simão Dias. Em 1961, o Vaqueiro do Sertão veio para a capital sergipana e, na Antiga Rádio Difusora, participou do programa Manhã Sertaneja, com Carlito Melo, mais conhecido como Caboclo Jeremias. Um ano depois surgiu a oportunidade de apresentar seu próprio programa. E foi ali que Josa foi descoberto, em 1965, por Luiz Gonzaga.

EMOÇÃO – Josa contou ao Portal InfoNet que, embora tenha colecionado muitas alegrias ao longo de todo este tempo, nenhuma foi maior que a de conhecer o Rei do Baião. Principalmente, porque foi de Gonzagão a iniciativa de procurar o "vaqueiro" que apresentava o programa "Festa na Casa Grande".
Depois disto, Luiz Gonzaga levou Josa para São Paulo para gravar seu primeiro disco. O compacto com duas músicas, "No pátio da fazenda" e "Há boi no mourão", foi lançado em 1965. Três anos depois, o Vaqueiro do Sertão apresentou ao público seu primeiro LP "Na sombra da jaqueira".

SHOWS - A decisão de não gravar novos discos veio como conseqüência de uma postura assumida, em 1968, por Josa: não cantaria música de duplo sentido. A partir de então, o Vaqueiro do Sertão começou a se apresentar em touradas, vaquejadas e circos de diversos tamanhos nos estados de Alagoas, Bahia e Sergipe. Ao seu lado, nos shows, estava sempre a filha Josinete.
Com o casamento de sua parceira nos shows, Josa ficou sem companhia nas apresentações e o destino mais uma vez lhe surpreendeu. Joseane, sua filha mais nova, que segundo Josa, "não cantava nem no banheiro", vendo a tristeza do pai, resolveu substituir a irmã.

JOSEANE – Cumprindo um outro ditado popular, "quem puxa aos seus, não degenera", Joseane, a filha mais nova, tornou-se a nova parceira de Josa nos shows realizados nos circos, touradas, vaquejadas, em cima de caminhões...
Depois de 11 anos acompanhando o pai, Joseane conquistou, em 1993, em um festival de teatro, o prêmio de cantora revelação. No ano seguinte, deu início à sua carreira solo, gravou seu primeiro disco, "Chamego de Menina" e recebeu o título de Musa do Forró. Joseane disse ao Portal InfoNet que entre os momentos marcantes de sua carreira, está "o convite de Zinho, o Mestre do Forró, para gravar o CD "Amigos" e fazer com ele uma temporada de shows em Maceió (AL)".

INESQUECÍVEL - Em relação a Josa, ela conta ao Portal InfoNet sobre a emoção de ter o pai sempre presente na sua carreira: "no início, era eu que ia para os shows dele, depois eu o trazia para participar dos meus". Há oito anos afastada dos palcos, Joseane, ouviu este ano, um pedido emocionado do pai: "Minha filha, a última coisa que lhe peço é que você não deixe de cantar".

Por Silvia Lemos


Fonte: http://www.infonet.com.br


Vamos rimar?
--------------------
Agradeço ao infonet
Pelo registro que fez
De um homem sergipano
Porém senso bom fregues.

Sanfoneiro das antigas
Que animou nosso sertão
Cantando pra todo mundo
Do roceiro ao barão.

É um moço sergipano
Que começou lá no Rio
Conheceu Luiz Gonzada
O Rei-baião do Brasil.

A historia desse Josa
Que viveu em Simão Dias
Fez alegra todo o povo
De Sergipe, Alagoas e Bahia.

Devemos valorizar
Aos artista do sertão
Gente que fez alegra
A todo nosso povão.

O Josa foi esse homem
Que cantou a natureza
Falando da nossa fauna
E demonstrando presteza.

Falou bem do bem-te-vi
Do famoso beija-flor
La na sombra da jaqueira
Que preserva com amor.

Hoje descansa feliz
Num cantinho sergipano
Lá na sombra da jaqueira
Onde está há muitos anos.

Viva o nosso forrozeiro
Salve o nosso forrozão
Agradecemos bastante
Ao vaqueiro do sertão.

Homem simples, dedicado
Como a luz de uma lanterna
Mostrou como foi possível
Ter um boi com cinco pernas.

Vou ficando por aqui
agradecendo a você
Por ser nosso forrozeiro
Do jeito que deve ser...

_____________________
Hermano Alves
Poço Verde - SE
28.08.2012



sábado, 25 de agosto de 2012

POPULAÇÃO POÇOVERDENSE DIZ “EU QUERO É PAZ”!
Aconteceu na manhã desta sexta-feira(24) na cidade de Poço Verde um manifesto pedindo o fim da violência que assola o município.

Milhares de pessoas, entre cidadãos comuns, estudantes e comerciantes, participaram do ato, que teve apoio do comércio local, SMTT e igrejas.
Um pano preto foi fixado nas residências e estabelecimentos comerciais, como sinal de luto pelas vidas ceifadas pela violência.

O ato faz parte do Movimento Unidos Pela Paz, que nasceu após a trágica morte do estudante Horário Barreto de Souza, 26 anos, assassinado com vários tiros no última dia 16, em frente a escola que estudava. O crime abalou mais ainda a cidade, que sofre com tentativas de seqüestro, roubos e tráfico de drogas.
Segundo a estudante Lorendana Alves, uma das organizadoras da caminhada, um abaixo assinado também está sendo preparado e deverá ser entregue nas mãos do Governador Marcelo Déda.
- Estamos recolhendo 4.000 assinaturas, que representa cerca de 18% da população, para entregar nas mãos do Governador Déda, pedindo medidas imediatas para desfazer o caos que se instaurou na nossa cidade – falou Lorendana.
Informações e fotos: Portal Lagartense
________________________________________________________
Todos nos sabemos que poço verde a anos atras, já foi considerada cidade pacata e formada por pessoas que só pensava na paz e na religião. A partir da difusão das drogas que atualmente assola a nossa população, a coisa desandou e vive sempre nas principais manchetes de jornais e mídias de todo o Brasil. Por essa rasão todos nos estamos desesperados e aflitos com tamanho crescimento da violência que hora passa a nossa ex-pacata cidade sergipana. sendo assim, milhares de poçoverdenses foram as ruas da cidade para pedir segurança as autoridade competentes. A nossa tranquilidade praticamente acabou! Foi assim que nasceu o movimento de "queremos paz, segurança muito mais". Assim gritavam bem auto todos os participantes dessa grande caminhada pela paz e segurança para o nosso município.

É com tristeza que vemos
Toda a população
De uma pequena cidade
Que tanto mudou de feição.

Andávamos a qualquer hora
Sem ter medo de ninguém
Hoje vivemos trancados
Temendo os meles que vem.

Quem te viu, e quem te vê
Cidade linda do sertão
Deixando o povo aflito
Sem ter paz nem comunhão.

A violência impera
Todo mundo pede paz
Do menino ao velhinho
Da mocinha ao rapaz.

Nesta grande caminhada
Que fizemos neste dia
Compareceram as ruas 
Uma grande maioria.

Cansados de ser roupados
Com tanta humilhação
O Povo foram pedir
Ao governo, proteção.

Ninguém aqui tem sossego 
Ninguém pode mais sair
Vivemos todos aflitos
Até quando vamos dormir.

Esperamos mesmo um basta
Pedimos aos governantes
Dê proteção às famílias
Lhes pedimos nesse instante!

Vou parando por aqui
Pedindo paz a JESUS
Que sofreu pra carregar
A sua pesada cruz.

----------------------------------
Hermano Alves
Poço Verde - SE
25-08-2012









domingo, 19 de agosto de 2012

VIOLETA AFRICANA - MAIS UMA BELEZA DA NATUREZA!



VIOLETA



Violeta-africana
(Saintpaulia ionantha)
Familia: Gesneriáceas 

As fotos mostram algumas plantinhas da minha coleção de violeta africana. o mais interessante é que a mesma dispõe de uma grande quantidade de cores. 


veja na identificação abaixo.


Descoberta em 1892 pelo pesquisador e barão alemão Walter Von Saint Paul, nas montanhas do nordeste da Tanzânia, a violeta-africana é hoje uma plantinha muito popular no Brasil. Não é de espantar a quantidade de variedades que encontramos na hora de comprar um vasinho: os inúmeros processos de hibridação, realizados ao longo dos anos, resultaram em 18 espécies com cerca de 6 mil variedades!

Além da popularidade, existem outras características interessantes: as violetas-africanas são fáceis de cultivar e não ocupam muito espaço, podendo colorir e enfeitar qualquer ambiente, desde que sejam atendidas suas necessidades básicas:

O vaso ideal: Embora os vasinhos de plásticos sejam mais charmosos e há quem tenha sucesso até com o cultivo em xaxins, as violetinhas vão bem mesmo em vasos de barro. Eles absorvem o excesso de umidade que pode até apodrecer as raízes da planta.

O plantio correto: Coloque no fundo do vaso um caco de cerâmica ou uma camada de pedriscos para encobrir o furo de drenagem. Encha mais da metade do vaso com a seguinte mistura: 2 partes de terra comum de jardim, 2 partes de terra vegetal e 1 parte de vermiculita (vendida em lojas de produtos para jardinagem). Plante a muda centralizando a raiz e complete com a mistura. A seguir, faça uma rega generosa, até que a água escorra para o pratinho. Aguarde alguns minutos e faça outra rega.

Cuidados com a água: O maior cuidado que se deve ter é evitar molhar as folhas da violeta, pois elas podem até apodrecer com a umidade. Se optar por fazer a rega por baixo, ou seja, colocando água apenas no pratinho, lembre-se de pelo menos uma vez por mês, fazer uma rega por cima para diminuir concentração de sais minerais no solo. Outro cuidado: as violetas detestam água clorada, portanto, para eliminar o cloro, ferva a água e deixe-a esfriar bem antes de usá-la na rega.

Luminosidade adequada: A violeta-africana precisa de muita luminosidade, mas não suporta sol direto. A luz solar filtrada pelo vidro de uma janela, por exemplo, e temperaturas em torno de 25 graus C formam o ambiente ideal para a planta. Se for colocar o vaso no parapeito da janela, uma boa dica para garantir o crescimento simétrico da violeta é ir virando o vaso, semanalmente, obedecendo sempre o mesmo sentido.

Adubação: Existem fertilizantes químicos (com fórmula NPK) específicos para as violetas, encontrados nas lojas especializadas em produtos para jardinagem. É recomendável, porém, variar essa adubação periodicamente, alternando com algum fertilizante orgânico, como farinha de ossos e húmus,para garantir uma floração abundante e sadia.

AGROINDUSTRIALIZAÇÃO DE PEQUENO PORTE




Imagem da Net



               A agroindustrialização de pequeno porte, que é caracterizada pela produção de embutidos, queijos, lácteos (derivados do leite), compotas, sucos, vinhos, cachaças, derivados de mel, de cana-de-açúcar entre outros produtos, diversificou o trabalho rural desde a produção à comercialização. Com a valorização da agroecologia, surgiu uma nova mão-de-obra e um outro tipo de mercado, com relações comerciais mais justas, solidárias, e diferente de sua conceituação nas leis convencionais.
            A produção agroecológica na agricultura familiar exige a participação de toda a família, devido à complexibilidade das práticas que ela requer. Com mais atividade que o convencional e o plantio direto, a agroecologia oferece e gera oportunidades para a juventude rural se manter na agricultura.

           A diversificação de atividades  percebida na produção agroecológica também está presente nos processos de industrialização na agricultura familiar, e esse é um dos fatores que contribuem para um novo conceito de atividade rural, que a simples produção de alimentos “in natura”. A industrialização na propriedade familiar exige mão-de-obra especializada.
A agroindustrialização é submetida à devida inspeção sanitária e isso requer qualificação por parte dos agricultores.




Imagem da Net


TURISMO RURAL

            Historicamente, o espaço rural é visto como retrógrado e responsável pelos setores primários da economia. Uma infeliz concepção que está sendo superada pelo novo modelo de desenvolvimento sustentável proposto pela agricultura familiar.
Mudanças decorrentes das necessidades do agricultor estão estabelecendo um equilíbrio entre os modos de vida rural e urbano, e trazendo impactos positivos para o resgate da auto-estima das populações do interior do Brasil, e o incremento do turismo agrícola reforça bem essa transformação.
             Em alguns países europeus, as vias de uma propriedade rural são aproveitadas para passeios e caminhadas, elas são publicas, e recebem incentivos estatais para servirem de espaços de lazer, nos quais a cultura rural figura como sinônimo de qualidade de vida. O turismo rural na agricultura familiar brasileira tem potencial para alimentar essa caracterização, mesclando a exploração econômica da atividade – não no sentido extrativista, mas de viabilidade econômica – com a sustentabilidade do espaço rural, do modo de vida na agricultura familiar e com a forte consciência de preservação dos ecossistemas ambientais.
             Com essa bagagem de responsabilidade e oportunidade, a agricultura familiar organizada apresenta para a sociedade brasileira mais que uma resposta ao combate à fome pela produção de alimentos. Ela projeta as potencialidades da agricultura familiar com ferramenta de um desenvolvimento sustentável e solidário, importante à viabilidade econômica e social de uma nação justa, que inclua sua população na definição de valores e propriedades.

 Fonte: Almanaque Rural

sábado, 11 de agosto de 2012

ALPISTE COMO REMÉDIO CASEIRO



Adicionar legenda
Benefícios do Alpiste

Esta semente possui muitos benefícios além de ajudar a emagrecer | Imagem: Reprodução
Originário do Mediterrâneo, o alpiste é uma planta que oferece inúmeros benefícios  à saúde humana. Vastamente utilizada na alimentação de pássaros, é uma das sementes mais poderosas do planeta, com uma imensa carga proteica.
Um produto derivado que vem mostrando bastante eficácia no tratamento de várias patologias é o leite de alpiste. Segundo vários especialistas, ele é um poderoso anti-inflamatório natural, que além de ser rico em vitaminas do complexo B (que aumenta a energia do organismo), também é uma fonte de vitaminas do complexo E, que atuam como antioxidantes, eliminando substâncias que possam prejudicar a nossa saúde.
Benefícios do Alpiste
Para ter uma ideia de como o alpiste pode ajudar, confira alguns benefícios comprovados dessa semente.
  • O leite de alpiste é extremamente poderoso. Por possuir uma quantidade imensa de enzimas e mais proteína que 3 quilogramas de carne vermelha, ele é usado para tratar casos de diabete. Ele age curando os rins, fígado e o pâncreas, levando à cura em pouquíssimas semanas.
  • O alpiste pode ajudar também no tratamento do colesterol, auxiliando o emagrecimento e o ganho de massa muscular.
  • Hipertensos também podem usar o chá dessa semente como uma forma de tratamento. Em poucas semanas começam a surgir os efeitos.
  • Trata a cirrose, controlando os hepatócitos do fígado, desinflamando-o.
  • Age eliminando o excesso de líquidos no nosso corpo, recarregando os rins com enzimas importantes ao seu correto funcionamento.
  • Por conter lipase, ele elimina com rapidez a gordura do organismo, tanto das veias e artérias, como também dos depósitos (culotes, barriga, braços, etc.)
  • Em algumas partes do mundo, ele é usado para tratar pedras nos rins e infecções urinárias.
  • Outros benefícios: age contra gastrite, úlcera, hiperuricemia, edemas, gota, entre outros problemas de saúde.
Como consumir
Além do leite e do chá, você também pode adicioná-lo em receitas como massas de pães, tortas, etc. Por possuir fibras, auxilia bastante o tratamento de problemas da flora intestinal. Quanto ao leite de alpiste, existe uma dica que não pode ser deixada de lado: nunca adicione açúcar, pois ela anula seu princípio ativo.
Como fazer o leite em casa
  1. Durante a noite, coloque cinco colheres (sopa) de alpiste e deixe de molho em um pouco de água.
  2. Pela manhã, jogue fora a água e coloque o alpiste que ficou de molho dentro de um liquidificador.
  3. Adicione água pura e bata por alguns segundos.
  4. Você obterá um leite espumoso, que deve ser tomado da seguinte maneira: um copo grande pela manhã (de jejum) e outro poucos instantes antes de dormir.

12 DE AGOSTO - DIA DEDICADO AOS PAIS

PARABÉNS AOS PAIS


--------------------------------------------------------
Pensando bem, todos os dias são dedicado aos pais. Mas o ser humano acostumou a separar datas comemorativas para  poder realizar algumas festas e evidentemente faturar nas vendas comerciais. Abaixo um breve histórico de como nasceu esse dia. mesmo havendo muitas contradições. vamos vê?
-------------------------------------------------------

A origem do Dia dos Pais

Ao que tudo indica, o Dia dos Pais tem uma origem bem semelhante ao Dia das Mães, e em ambas as datas a idéia inicial foi praticamente a mesma: criar datas para fortalecer os laços familiares e o respeito por aqueles que nos deram a vida.
Conta a história que em 1909, em Washington, Estados Unidos, Sonora Louise Smart Dodd, filha do veterano da guerra civil, John Bruce Dodd, ao ouvir um sermão dedicado às mães, teve a idéia de celebrar o Dia dos Pais. Ela queria homenagear seu próprio pai, que viu sua esposa falecer em 1898 ao dar a luz ao sexto filho, e que teve de criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos sozinho. Algumas fontes de pesquisa dizem que o nome do pai de Sonora era William Jackson Smart, ao invés de John Bruce Dodd.
Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém. Então, em 1910, Sonora enviou uma petição à Associação Ministerial de Spokane, cidade localizada em Washigton, Estados Unidos. E também pediu auxílio para uma Entidade de Jovens Cristãos da cidade. O primeiro Dia dos Pais norte-americano foi comemorado em 19 de junho daquele ano, aniversário do pai de Sonora. A rosa foi escolhida como símbolo do evento, sendo que as vermelhas eram dedicadas aos pais vivos e as brancas, aos falecidos.
A partir daí a comemoração difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington. Por fim, em 1924 o presidente Calvin Coolidge, apoiou a idéia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial declarando o terceiro domingo de junho como o Dia dos Pais (alguns dizem que foi oficializada pelo presidente Richard Nixon em 1972).
No Brasil, a idéia de comemorar esta data partiu do publicitário Sylvio Bhering e foi festejada pela primeira vez no dia 14 de Agosto de 1953, dia de São Joaquim, patriarca da família.
Sua data foi alterada para o 2º domingo de agosto por motivos comerciais, ficando diferente da americana e européia. 
Em outros países
Pelo menos onze países também comemoram o Dia dos Pais à sua maneira e tradição.
Na Itália, Espanha Portugal, por exemplo, a festividade acontece no mesmo dia de São José, 19 de março. Apesar da ligação católica, essa data ganhou destaque por ser comercialmente interessante.
Reino Unido - No Reino Unido, o Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho, sem muita festividade. Os ingleses não costumam se reunir em família, como no Brasil. É comum os filhos agradarem os pais com cartões, e não com presentes.
Argentina - A data na Argentina é festejada no terceiro domingo de junho com reuniões em família e presentes.
Grécia - Na Grécia, essa comemoração é recente e surgiu do embalo do Dia das Mães. Lá se comemora o Dia dos Pais em 21 de junho.
Portugal - A data é comemorada no dia 19 de março, mesmo dia que São José. Surgiu porque é comercialmente interessante. Os portugueses não dão muita importância para essa comemoração.
Canadá - O Dia dos Pais canadense é comemorado no dia 17 de junho. Não há muitas reuniões familiares, porque ainda é considerada uma data mais comercial.
Alemanha - Na Alemanha não existe um dia oficial dos Pais. Os papais alemães comemoram seu dia no dia da Ascensão de Jesus (data variável conforme a Páscoa) . Eles costumam sair às ruas para andar de bicicleta e fazer piquenique.
Paraguai - A data é comemorada no segundo domingo de junho. Lá as festas são como no Brasil, reuniões em família e presentes.
Peru - O Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho. Não é uma data muito especial para eles.
Austrália- A data é comemorada no segundo domingo de setembro, com muita publicidade.
África do Sul - A comemoração acontece no mesmo dia do Brasil, mas não é nada tradicional.
Rússia - Na Rússia não existe propriamente o Dia dos Pais. Lá os homens comemoram seu dia em 23 de fevereiro, chamada de "o dia do defensor da pátria" (Den Zaschitnika Otetchestva). 
Independente do seu lado comercial, é uma data para ser muito comemorada, nem que seja para dizer um simples "Obrigado Papai" !